terça-feira, 29 de abril de 2014

Pureza


Na luz dos olhos teus
Achei um brilho vinil
Do verde 
Ao mais claro anil
Você trouxe no seu olhar
Um beijo 
Um estalar
De todo amor que se perdeu
Na natureza evaporou
No seu coração seu perdeu
Morreu 
Adoeceu
Em sua vida em sua alma
A cor
A sua calma
De amar e poder constituir
Perdeu
E desconstruiu
Tudo aquilo que se conquistou
Este amor possibilitou
O crescimento e a vontade
E toda ansiedade
Ao amar e ser amado
Como um cavalo alado
Corre se perde nos caminhos
Entre flores e espinhos
Desflorando
Vendo que a luz e seu alento
Se perderam nos seus trilhos
E que voltar e consertar
Aquilo que não se controla
Antes desculpa
E desenrola a dor que enfim
Cessou e morreu
Como todos que morreram
Com este amor dentro de mim.


Obs:AS POESIAS QUE ESTOU POSTANDO AQUI SÃO DE LIVRE E ESPONTÂNEA VONTADE MINHA.EU AS CRIEI E SE FOSSE INSPIRADO EM ALGUÉM EU COLOCARIA ALGO, E SE NÃO FOSSE MINHAS TERIA FONTE.Obrigada

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou deste artigo?Deixe seu comentário ou assine nosso feed.