sábado, 12 de julho de 2014

Presente, erro, lembranças, passado.


Posso muito falar
Me calar
Ver o por do sol com você
Poderia até fugir
Amedrontar
Correr
Intercalar
Me cansar
E ver
Que o meu, o seu problema
Está dentro de você
Esta junto de você
E simplesmente
Se rasgar por dentro
Criar monstro tensos
O seu mundo é esta escuridão e dor
Leva consigo sempre um pouco de mim
Tentando esquecer e esvaziar está lastima de não
Poder estar com que ama você
Dividi com você tudo junto e consigo sim
Perdendo dentro de si, o seu próprio sentido
O seu amor-próprio
Possui algo extenso que está longe  de ser, bom para mim
Você perdeu o seu próprio de olhar para mim
E dizer que sempre estaria me amando do mesmo jeito assim.
Me cortando por dentro
Esquecendo o talento
De me deixar mal afim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou deste artigo?Deixe seu comentário ou assine nosso feed.